AUTENTICAR
João Bem

João Bem

 

Apaixonado por comunicação visual é designer na Sanindusa e Designer freelancer em joaobem.biz


É Licenciado em Novas Tecnologias da Comunicação pela Universidade de Aveiro e Pós Graduado em Marketing Digital pelo IPAM.

 

Facebook

4 dicas para ter melhores resultados na partilha de imagens no seu Facebook

É sabido que as imagens têm um enorme poder na comunicação digital. No Facebook então o seu poder é exponencialmente maior que qualquer outro tipo de publicação. São diversos os estudos que o comprovam. E no meio de tanta informação contraditória sobre o Facebook, o poder das imagens é talvez o único ponto em que todos os estudos são unânimes.

Mas então porque será que nem todos conseguimos tirar o máximo partido do poder das imagens?

Deixo aqui 4 dicas que o ajudarão a utilizar melhor as imagens na comunicação digital.

1 - Use os tamanhos de imagem  fornecidos pelo Facebook

O Facebook disponibiliza todas as dimensões para que possamos optimizar as imagens que divulgamos. Se não o fizermos os algoritmos do Facebook tratam de as optimizar por nós. Claro que os resultados que vamos obter com uma imagem optimizada pelo Facebook são piores que os resultados obtidos com uma imagem optimizada por nós. A optimização do Facebook é feita por um algoritmo, que embora seja tecnicamente excelente, não chega sequer ao perto da nossa capacidade de processamento.

Assim sendo não seja preguiçoso e optimize as suas imagens para os tamanhos  843x403 se quiser dar destaque à imagem ou 403x403 se não pretender dar destaque à imagem.

2 - Sabe a importância que a sua  foto de perfil tem no sucesso da sua comunicação?

A pequena foto de perfil é muitas vezes ignorada mas tem uma importância capital no sucesso da nossa comunicação. É sabido que os utilizadores passam maior parte do tempo no feed de notícias. E que maior parte da interacção gerada na comunicação digital também ocorre nesse mesmo feed.

                Agora deixo uma questão: "Já foi ao feed de notícias ver como aparece a sua imagem?"

Se nunca fez esse exercício, faça-o agora e vá verificar se a sua imagem de perfil se destaca das demais. É que no feed de notícias a "concorrência" por maior destaque é muito feroz. E só as imagens bem estudadas ganham o merecido destaque.Se a página de Facebook que gere é de uma empresa certifique-se que esta tem uma versão do logótipo optimizada para o Facebook. Aliás, esta é uma característica que qualquer logótipo criado nos dias de hoje deve ter em conta.O logótipo utilizado nas redes sociais deve ser de extrema simplicidade. De forma a que tenha uma correcta leitura em tamanhos tão pequenos como são os que aparecem no feed de notícias. O uso de uma mancha de cor sólida é uma boa prática. Já a opção de utilizar uma imagem na foto de perfil tem, na maioria das vezes, maus resultados.

3 - Tenha em atenção às cores que usa

Claro que se tem um logótipo verde ou azul, não deve mudar as cores por causa da comunicação no Facebook. Melhor dizendo. Se a comunicação da sua empresa não tem como principal ponto de contacto com o cliente o Facebook, não eve mudar a cor do seu logótipo, mas se o Facebook for um importante ponto de contacto com os seus clientes e tiver o tal logótipo azul ou verde, é capaz de não ser pior começar a pensar em fazer um rebranding e mudar a cor do seu logótipo.

E porque deve ter essa atenção. Analisando cromáticamente o Facebook rapidamente nos apercebemos que a cor azul predomina na plataforma. Assim as cores que se destacam nesse meio cromático com predominância de azul, são os amarelos e laranjas. Cores opostas ao azul na roda das cores. As chamadas corres complementares.

Mesmo a nível de imagens partilhadas, as imagens com maior predominância de amarelo e laranja obtêm melhores resultados. Pode fazer o seguinte teste. Crie 2 versões da mesma imagem e no photoshop. Uma com tons amarelados e laranjas e outra com tons azulados e verdes. Faça a publicação das 2 com cerca de 1 mês de espaçamento temporal. As mensagens devem ser feitas precisamente à mesma hora e com o mesmo conteúdo de texto. Verifique os resultados.

4 - A simplicidade atrai

O feed do Facebook é inundado de mensagem a todos os minutos. Perante a confusão geral que é essa "catadupa" de informação, os conteúdos gráficos mais simples ganham claro destaque.

Se tiver que publicar uma imagem para passar a sua mensagem, opte por uma que seja de simples leitura e que prenda de imediato a atenção dos seus leitores. A menos que pretenda fazer um passatempo do tipo "onde está o wally". Ai sim os seus leitores estarão com disposição de ficar uns segundos a olhar para a sua imagem.

Será que o conteúdo é realmente o Rei?

O mundo digital é fértil em falácias e meias verdades que após muita repetição passam a ser tomadas como verdades inquestionáveis. A questão do conteúdo ser o Rei da internet é uma dessas meias verdades que foi espalhada por alguém que não percebe o carácter holístico da internet.

Método AIDA no Marketing Digital

 

O método AIDA (Atenção, Interesse, Desejo e Acção), um dos mais usados no marketing tradicional, continua a ser válido no marketing digital, especialmente na criação de landing pages profissionais. Na implementação do método AIDA numa campanha de marketing digital, a imagem e restantes elementos multimédia ganham especial importância, pois permitem-nos enfatizar os quatro itens que o compõem.

Neste artigo vou usar uma Landing Page da WILDFIRE, que não foi criada por mim, mas que considero um excelente exemplo de aplicação do método AIDA. Quando começar uma campanha de marketing digital que use uma landing page, a primeira coisa que esta terá que fazer é chamar a captar a ATENÇÃO dos utilizadores. Perante a inundação de mensagens publicitárias a que os utilizadores estão sujeitos, porque prestaram atenção à sua mensagem em detrimento da mensagem do seu concorrente? Para chamar a atenção e destacar a sua mensagem das demais, deverá seguir uma estratégia que englobe: - Utilização de layout organizado; - Implementação de uma paleta de cores neutras e uma ou duas cores de contraste. - Oferta de ajuda ao utilizador; - Utilização das redes sociais para que o utilizador possa espalhar a mensagem;

No caso da WILDFIRE, destaco o layout muito bem organizado e um código de cores que cativa o olhar e o encaminha para as acções pretendidas. Depois de conseguir a atenção do utilizador, terá de despertar o INTERESSE dele. E como vai conseguir despertar o interesse do utilizador para a sua mensagem? Nada mais fácil! Utilize a técnica que os bebés utilizam há milhões de anos e com a qual conseguem que fiquemos babados a olhar para eles. O segredo está em oferecer quando o utilizador está à espera que lhe cobre. Esta oferta deverá ter valor e fornecer um factor diferencial de relevo para que o utilizador, percepcione na sua empresa uma entidade credível e que lhe dá algo de importante e inesperado. No caso apresentado, a WILDFIRE oferece conteúdos em vídeo, que ajudam o utilizador a entender o poder e mais-valias que poderá alcançar com a aquisição das suas aplicações para facebook. A partir do momento que o cliente tem interesse no seu produto é a altura certa para despertar o seu DESEJO.

O desejo pode ser criado através de promoções, descontos, oferta de produtos, etc… No caso da WILDFIRE, o factor desejo foi criado a partir de uma demonstração de resultados e da indicação de empresas famosas que já utilizam e recomendam os seus serviços. Tendo conseguido implementar os três primeiros factores com sucesso, o utilizador está pronto a comprar o seu produto / serviço e a tornar-se seu cliente. Dê o destaque merecido ao factor ACÇÃO. Não opte por esconder o botão de activação da acção pretendida (call to action).

A correcta implementação da paleta de cores definida para a sua landing page é crucial neste ponto. Utilize a cor de mais contraste no botão que leva à acção. Não caia na tentação de colocar uma cor berrante, completamente fora da sua paleta de cores, só para chamar a atenção. Dessa forma o descrédito será imediato e será recordado como um néon de pastelaria no centro da cidade (ruído visual).

No caso WILDFIRE, o destaque dado ao sign up foi dado com uma grande mancha na cor de contraste principal. Como os formulários de registo tendem a ficar cada vez maiores, e mais chatos de preencher J , criaram um segundo destaque ao facto do formulário demorar apenas 20 segundos a ser preenchido. Nesse destaque utilizaram uma mancha na cor contrastante secundária e numa forma geométrica diferente do botão da acção. De forma a aumentar a eficácia da sua landing page terá de monitorizar os resultados e fazer as rectificações necessárias (alterar escalas, paletes de cor, fontes, disposição de elementos, etc…) até que a landing page atinja ou supere os seus objectivos.

A magia das imagens

Quando saiu a notícia da compra do Instagram pelo Facebook muitos foram os que admiraram com os números que foram oferecidos por Mark Zuckerberg. Mas de 700 milhões de Euros foi a oferta da rede social para comprar o Instagram e juntar os fundadores da empresa à equipa de desenvolvimento do Facebook.

Preparando o futuro

Mark Zuckerberg e a sua equipa com esta compra preparam o futuro que todos sabemos que será mobile. A experiência de utilização do instagram em smartphones é incomparavelmente mais agradável que a experiência do Facebook.

A maior base de dados de fotografia

Neste momento o Facebook já é uma das maiores bases de dados de fotografia que alguma vez existiu. Com a aquisição do Instagram a base de dados crescerá a um ritmo alucinante.

Mas porque o Facebook pretende ter esta base de dados gigantsca?

Potencial de interacção gerado pelas imagens

As imagens têm um potencial a nível de comunicação brutal. A multiplicidade de leituras que uma imagem tem, dá a hipótese da mesma imagem ter (numa situação extrema)  uma interpretação por cada visualização e desse modo ter um potencial de gerar partilhas, comentários e gostos.

Mudanças na timeline

O Facebook apercebendo-se da importância das imagens na comunicação dos seus utilizadores, aprontou-se a fazer rectificações que dêem maior destaque à imagens. Desta forma introduziu e tornou obrigatória a timeline em que as imagens ganharam enorme destaque

Aproveitando o pior dos utilizadores

O sucesso do uso das imagens nas redes sociais em geral e no Facebook em particular nasce da leitura de hábitos dos utilizadores que o Facebook faz.

Com essa leitura o Facebook rapidamente chega à conclusão que os utilizadores da rede social são preguiçosos! Por ai se entende o sucesso das comunidades que partilham imagens, frases feitas e outras banalidades. Essas comunidades não estão a fazer mais do que a criar conteúdos para o público (preguiçoso) partilhar.

Claro que as empresas que têm estratégias correctas de comunicação digital também conhecem e aproveitam essa característica tão vincada nos utilizadores das redes sociais.

 

Concluindo podemos dizer que o sucesso das redes sociais vive das imagens e que estas podem fazer magia pela comunicação de uma empresa.

Assinar este feed RSS