AUTENTICAR

O que pode o Marketing Digital fazer pelas PME´s?

Atualmente, grande parte das empresas – mesmo as mais pequenas – têm já uma presença online, seja através de um website ou, até, de uma página do Facebook. Contudo, quantas dessas empresas utilizam corretamente essas ferramentas, de modo a que sejam benéficas e lhes tragam resultados efetivos? Segundo um estudo do INE (2005), o segmento das PME’s representa 99,6% do tecido empresarial português. É por isso provável que você, que está neste momento a ler, trabalhe numa delas e se depare com o dilema de como utilizar corretamente as ferramentas digitais que colocam à sua disposição à distância de um clique. No artigo de hoje, procurarei apresentar algumas dessas ferramentas e de que forma poderá utilizá-las em proveito da sua empresa:

Website institucional –quando alguém procura algo, recorre à internet. É comodo, rápido e permite obter informação transparente (é fácil comparar). O website tornou-se, assim, numa ferramenta de comunicação indispensável, ele é o novo cartão-de-visita das empresas, sendo decisivo para que um potencial cliente entre em contato ou opte pela concorrência. Para ter um website eficaz, seguem algumas dicas:

  • Se tiver indeciso entre uma opção de design mais bonita mas que diminui a usabilidade do website, não avance. A usabilidade é o mais importante;
  • O cliente online não é mesmo que o offline – é muito mais exigente e impaciente. Se não conseguir o que quer em 3 cliques/passos, desiste. Por isso não insista em ter dezenas de páginas para levar a um objetivo. Think simple. Be objective.
  • O discurso online é bastante peculiar: deve ser claro e eficaz. Evite os adjetivos e advérbios.
  • Um website não deve ser encarado como uma ferramenta estática. Este é um dos grandes erros que a maioria das empresas faz. Não basta criá-lo, há que atualizá-lo regularmente com conteúdos de interesse.

Redes sociais –as redes sociais são a grande atração do momento e todos já o perceberam. Facebook, Twitter, Linkedin, Hi5, Flickr, fazem já parte do nosso vocabulário regular. Mas não faz sentido criar um login para cada uma das plataformas e usá-las indiscriminadamente para promover diretamente produtos e/ou serviços. Há que compreender que a presença nas redes sociais tem de ser estrategicamente pensada, para que seja coerente e ajude a concretizar os objetivos empresariais. Algumas dicas:

  • Pense quem é o seu público-alvo, quais são os seus objetivos empresariais;
  • Das redes sociais disponíveis, avalie em quais o seu público-alvo está e quais é que lhe permitirão atingir os seus objetivos;
  • O objetivo maior da rede social é de “partilhar” e “envolver”, por isso esqueça os discursos comerciais diretos;
  • Nas redes sociais, o seu atual e potencial cliente está disposto a partilhar e conversar – aproveite a oportunidade para dialogar com ele, compreende-lo melhor e aperfeiçoar-se;

Presença nos motores de busca – este ponto já foi focado no meu último artigo. SEO e SEA são duas peças importantíssimas para crescer e cimentar a presença no universo online. Email Marketing –continua a ser extremamente eficaz, quando bem segmentado e personalizado. Respeite as regras do email marketing. Não se sujeite a ser considerado SPAM. Algumas dicas:

  • Aposte na qualidade. Prefira envios para bases de dados mais pequenas e segmentadas, mas que possam ter real valor no conteúdo que vai ser enviado. Coloque um ícone de “subscrição de newsletter” nas outras plataformas digitais – website, blog;
  • Crie conteúdo relevante. Mais uma vez não seja excessivamente comercial, acrescente valor a quem vai ler;
  • Para melhor atingir os seus objetivos, coloque um link na sua newsletter que providencie pormenores ou facilite o contato.

Blogs corporativos –são uma importante ferramenta para desenvolver o relacionamento com os seus clientes. Além disso, são facilmente reconhecidos pelos motores de busca. Algumas dicas:

  • Desenvolva posts com conteúdos interessantes, que tenham a ver com a área de negócio da sua empresa;
  • Impulsione o feedback. Por exemplo, acabe o post com uma pergunta;
  • Divulgue os seus posts em outras plataformas;

Para além de uma utilização correta das ferramentas, é fulcral a sua monitorização. Não tenha medo de se iniciar no marketing digital. O mais importante é começar e ir aprendendo a ler os inputs derivados das diversas plataformas (dados estatísticos Facebook, dados Analytics que pode agregar ao seu website e blog, dados informativos derivados das suas campanhas Adwords).

Boa sorte e ótimos negócios!

 

Artigo escrito por: Paula Braz

Assinar este feed RSS