AUTENTICAR

12 dicas para quem procura emprego

business-school

Trabalhe a sua imagem online, o seu Marketing Pessoal, transmita conteúdos e partilhe informação que faça com que a sua rede o(a) percepcione exactamente como deseja.

Você tem que ser o melhor vendedor da sua imagem, da marca “eu” e melhor que ninguém saberá o que quer e o que procura. Transmita isso à sua rede, puxe pelas suas competências, ofereça valor acrescentado aos seus contactos, procure diferenciar-se e arranjar algo que o identifique no meio de tantos contactos.

Não se desvirtue dos objectivos, seja você mesmo!

1º Seja você mesmo, não queira “voar alto”. Seja realista e mantenha uma postura nas redes sociais igual ao que representa fisicamente. Não crie falsas expectativas.

2º Olhe para todos os contactos como uma oportunidade. Oportunidade de aprender, de partilhar, de interagir e quem sabe..de arranjar um emprego.

3º Não se mostre desesperado(a) na procura de emprego. Tenha calma, a “excitação” e o “desespero” podem condicionar o seu sucesso e a eficácia na procura.

4º Está desempregado(a), não está morto, por isso seja pro-activo(a) e mostre o que tem na cabeça. Participe em discussões dentro da sua área de interesse.

5º Não seja conflituoso(a). Seja educado(a) e saiba ouvir opiniões contrárias. Evite tocar em assuntos delicados e polémicos (sexo, futebol, religião, etc.)

6º Apareça nos eventos “off line” promovidos pelos grupos do seu interesse. Certamente fará bons contactos.

7º Saiba ouvir. Nas redes sociais há gente muito competente, com muita experiência, que em comentários simples nos dão dicas essenciais para evoluir.

8º Procure uma oportunidade para ter o seu próprio negócio. Puxe pelo seu espírito empreendedor. Esteja atento(a) a tudo o que o(a) rodeia, às pessoas, aos comentários, aos sites, etc. Quem sabe se num destes dias não sente o “clique” para avançar com algo próprio.

9º Se não tem nada de valor para acrescentar a uma discussão, esteja calado(a)! O silêncio é mais relevante que um comentário despropositado e fora do contexto

10º Acredite e trabalhe a sua “marca pessoal”, seja optimista e mantenha essa postura optimista nas redes

11º Não partilhe conteúdo que o(a) possa vir a prejudicar numa fase de recrutamento, tudo fica “armazenado” na WEB. Partilhe conteúdo e informação que o(a) credibilizem

12º Se procura emprego numa área específica, concentre-se nessa área. Por exemplo, se anda à procura de emprego em Marketing, não perca muito tempo a falar de Arte, ou de desporto (a menos que isso lhe traga alguma satisfação pessoal). O importante é que quando se pesquisa sobre  si, apareça logo conteúdo dentro da área de trabalho.

Recomendo a leitura do artigo – Planeie a sua presença online

 

Paulo Morais

É atualmente responsável pela Follow Reference: Digital Health & E-business, onde tem desenvolvido grande parte do seu trabalho colaborando com Marcas de referência.

Mestre em Gestão de Marketing e pós-graduado em Direção de Marketing e Vendas pelo ISCTE.

Coordenador da Pós Graduação em Marketing Digital e Ebusiness da ANJE/UMINHOEXEC, docente na Pós-graduação em Marketing Digital e Comércio Eletrónico do ISVOUGA e Docente na Pós Graduação em Gestão de Marketing do IPAM.

Defende que só é possível acompanhar a dinâmica dos mercados se estivermos constantemente em “modo de partilha” razão pela qual criou o Marketing Portugal, um espaço de referência para partilha de conhecimento e debate de ideias sobre Marketing.

 

linkedin_logo_autor twitter_icon_autor icon_facebook_autor 

 

Deixe um comentário

Certifique-se que coloca as informações (*) requerido onde indicado. Código HTML não é permitido.